10 razões para se contratar um Designer de Interiores

Outro dia li num blog de fora exatamente esse assunto e pensei: Qualquer dia desses vou escrever sobre isso no blog. Essa semana muitas coisinhas acontecerem e me influenciaram a escrever. Li em um outro blog as pessoas falando que quem paga designer ou arquiteto para fazer projeto é rico e que tem dinheiro para trocar tudo depois caso o material não fosse resistente (era sobre esse material o assunto). Então me obriguei a escrever sobre isso já, pois isso é a maior mentira e existem muitas razões para você contratar um profissional para fazer um projeto para você!

Projeto sala de apartamento Lily Fontana

1. Lida com seu estilo e gosto.

Já vi muita gente falando que não contrata ninguém para fazer projetos porque tem bom gosto e não precisa. Ao contrário do que se pensa, um designer vai muito além do bom gosto para fazer um projeto, até porque, gosto é relativo! Ele estuda entre muitas coisas para atender o seu gosto, suas preferencias, seu estilo e adaptar a outras necessidades, todas suas. Ele pode trazer novas ideias, te mostrar caminhos que você nunca imaginou gostar entre outras coisas, mas o bom profissional vai sempre priorizar o que você gosta, independente de vocês ter “bom gosto” ou não.

2. Estilo de vida:

Além do seu gosto, outro fator de muita importância é adaptar o seu projeto para seu estilo. Você tem filhos? Não? trabalha em casa? Tem cachorro? Empregada? enfim, diversas outras coisas da sua rotina que você pode nem imaginar que influenciam no projeto, influenciam! E isso te ajuda a ter um dia a dia mais agradável, prático e necessário.

3. Orçamentos variados:

Voltando ao que li acima que “projeto de designer é coisa de gente rica”, hoje em dia a maior procura que eu e outros designers tem não é por gente tão rica assim. Os espaços hoje, cada vez mais limitados fazem com que qualquer pessoa entre em dúvida e procure uma ajuda para poder adaptar esse espaço a suas necessidades.

De qualquer forma, existem muitos designers por ai, muitos excelentes e muitos péssimos também, porém se for bem recomendado, você encontra bons valores. De qualquer forma, esse profissional, se for bom, conhece muitos materiais e fornecedores e no final você pode acabar economizando mais do que quando faz tudo sozinho. Pois é, quem diria?! As vezes você compra um material achando que é o melhor e o preço é bom e o designer te indica outro parecido com preço melhor, ou ainda, um fornecedor com preço melhor. Se for criativo então, usa materiais extremamente baratos e corriqueiros para fazer lindos projetos.

Isso, só faz quem esta ativo no meio e pesquisa para saber não só das tendências, mas das opções do mercado! Fique ligado!

4. Espaços limitados:

Projeto sala multiuso de apartamento Lily Fontana

Como falei acima, os apartamentos e casas de hoje em dia estão cada dia menores, e as necessidades maiores. Os apartamentos diminuem, mas mais gente vai trabalhar em casa, por exemplo. Como adaptar um espaço pequeno para ter uma sala, sala de jantar e home office? Como adaptar um quarto pequeno para mais de uma criança? Como aproveitar melhor a varanda gourmet que seu apartamento tem para receber confortavelmente todo mundo que mora e visita seu lar? Como colocar um armário com espaço suficiente para todas suas roupas?! Pois é, o bom designer conta suas peças para desenhar um bom armário, ele encontra boas soluções até de organização para deixar seu espaço maios confortável e por isso, é indispensável.

5. Objetos ideais para seu espaço:

Uma das coisas que mais me deparo nos projetos são os clientes animados que compram algo da loja sem saber se irá caber e quando chega em casa, percebem que ficou muito apertado. Já vi passagens minúsculas, portas de não abrem ou fecham direito, armários inutilizados e pessoas com problemas de saúde, pois a TV esta próxima de mais, a pia baixa de mais e etc. Um designer estuda para colocar móveis que serão utilizados ao seu máximo sem sacrificar outros espaços ou sua saúde. As vezes é questão de poucos centímetros, as vezes, só um móvel planejado cabe, enfim, o bom profissional que saberá te dizer melhor.

Cozinha com Bancada e ladrilhos hidraulicos lily fontana

6. Saúde!

Questão muito importante que ninguém pensa. Um espaço mal iluminado pode te dar dor de cabeça, muito iluminado também, um espaço de descanso pode te trazer noites extremamente mal dormidas. Uma pia muito alta ou baixa, pode te deixar com problemas de coluna, um sofá de má qualidade, ou um colchão inadequado também. Além de móveis mal posicionados poderem te trazer ferimentos. Essa questão ninguém imagina que existe, mas o designer pensa sim (como falei, os bons designers). Se o dono da casa for um senhor, um jovem, um cadeirante, um cego, enfim, todos os projetos seriam totalmente diferentes para melhorar a vida de cada um e manter a saúde por mais tempo!


7. Conhecimento dos materiais:

Outro caso comum é o cliente ir a uma exposição ou ver em uma revista um material que o agradou e fazer no ambiente dele, depois descobrir que a escolha não foi a melhor. Temos que cuidar muito com esse tipo de evento ou revistas! Assim como os desfiles de moda que muitas coisas não da para andar nas ruas, essas exposições e ambientações muitas vezes são assim. Estão mostrando uma ideia ou tendência, mas o material não esta exatamente no seu uso ideal. Isso acontece muito com mármore, por exemplo, muito poroso, muitas vezes acaba manchando em pouco tempo dependendo do lugar que foi colocado.

Outros materiais não são tão duradouros ou práticos e necessitam de um cuidado maior  e especial que nem todo mundo tem. Só um profissional poderá ver isso para você e te dizer se aquilo que gosta se adapta a sua realidade.


8. Durabilidade:

Um profissional entende dos materiais, móveis e sua durabilidade. As vezes um objeto menos durável com preço em conta é o que você necessita, as vezes não. Muita gente opta por móveis e outros materiais mais baratos e eles não duram nada, se tivessem um auxílio, comprariam algo que duraria o tempo que você necessita. O contrário também é válido, gastar mais para comprar algo excelente e nem é necessário.

9. Sustentabilidade:

Um assunto muito em pauta hoje mas que não atinge a todos. Muita gente não se importa ainda com as condições do planeta e quando leem sustentável, sai correndo. Porém, um projeto sustentável, não inclui somente materiais que não maltratem o planeta, inclui em grande parte uma economia de água, energia e etc que chegam ao seu bolso! Por isso, ligue ou não para o planeta, pense que um bom projeto, com materiais, sistemas e etc bem escolhidos, economizam seu dinheiro todo mês!

10. Beleza

Projeto de reforma de banheiro lily fontana

Eu disso que bom gosto é relativo e é verdade. Mas quem não fica feliz em impressionar os amigos e a família ao entrar em sua casa? Quem não ama olhar em volta, se sentir confortável, feliz e com aquele ambiente de capa de revista? Se você tiver um bom profissional, conversar muito com ele, mostrar tudo que ele precisa para um bom projeto, é assim que você vai se sentir. Talvez, você nem perceba que seu sofá tem o tamanho certo, que suas passagens estão livres, que sua bancada tem o tamanho certo, que o material escolhido esta bem, justamente porque essas coisas não te incomodam mais. Porém, você sempre vai perceber como a sua casa é tão sua cara e esta tão linda! Melhora até a alto-estima!

Beijos

Related Post