Os diferentes tipos de leite materno!

A amamentação para mim é uma das coisas que mais me encanta na maternidade. Quanto mais estudo, mais fico impressionada com nossa capacidade de adaptação e a perfeição desse ato e por isso, é tão difícil achar um bom substituto para o leite que produzimos.

Ele é único e feito exclusivamente para nosso bebê! Pois é, ele varia de acordo com a demanda e a idade do bebê. O colostro, por exemplo, primeiro leite que produzimos, sai em pouca quantidade, mas é rico em anticorpos e outras substancias que vão adaptar o corpo do bebê e seu intestino. O estomago do bebê é bem pequeno e não precisa de mais do que aquilo.

Com os dias, em média uns 7, o leite mais abundante vai aparecer para alimentar aquele pequeno ser que precisa crescer!sutiã para amamentar

Ao mamar, o bebê receberá primeiro um leite mais aguado, perfeito para hidratá-lo e também com mais lactose, ao longo da mamada, esse leite vai se transformando em um leite mais forte, com mais lipídios (gorduras) e proteínas, perfeito para seu desenvolvimento.

Por isso é que hoje se é tão a favor da livre demanda (veja meu post falando a respeito AQUI). Porque não conseguimos identificar exatamente o tanto de um leite ou de outro que o bebê esta mamando e se trocamos de peito antes dele “esvazia-lo” (o que nunca acontece, apesar do termo, mas explico adiante), ele vai tomar somente o leite aguado.

Esse, chamado de leite anterior, não sacia a fome do bebê, mas as vezes, por causa do tamanho de seu estomago, ele pode largar o peito antes de deixar de sentir fome. Nesses casos, ele não parece nunca estar satisfeito (apesar de isso ser comum nos primeiros meses e não necessariamente quer dizer que o bebê não mamou tudo).

Como falei, apesar de falarmos “esvaziar” os seios, o bebê nunca o fará. Isso porque produzimos a maior parte do leite durante a amamentação, porém, em um determinado momento, quando ele já bebeu muito leite, a produção não atende a sua necessidade e sai pouco e por ser mais grosso, é mais difícil de sair, então nessa hora ele normalmente solta o peito, desinteressa ou até dorme.

Nessa hora a gente oferece o outro seio e deixa que ele tome a quantidade que ele quiser. Caso “esvazie” esse seio também, pode começar a próxima mamada por ele, mas se sobrar, na próxima, comece por esse, afinal terá mais do leite gorduroso.

Leote anterior X Leite Posterior

Leote anterior X Leite Posterior

Algumas pessoas recomendam tirar o leite anterior a fim do bebê tomar mais do posterior com mais facilidade, confesso que não gosto dessa opção, pois a acho antinatural, afinal, se a natureza fez assim, é porque o bebê precisa tanto do leite aguado, quanto do gorduroso, certo?

Aprenda a tocar o seio antes de amamentar, esvazie um pouco com a mão mesmo (para facilitar a pega, inclusive com o bico mais macio) e repare na cor e consistência do leite. Quando o bebê largar o seio, toque nele novamente, sinta como ele amoleceu, e tente ordenhar novamente, repare em sua cor mais branca, menos transparente, até um pouco amarelada. Assim, com o tempo, você aprenderá a identificar a hora de trocar os seios.

 

Related Post