Por que parto domiciliar?

Quando decidimos enfrentar o parto domiciliar, decidimos manter segredo. Ainda pouco compreendido, queria evitar ouvir pessoas ignorantes no assunto tentando me convencer do contrário (já achei esse tipo de parto absurdo também), mesmo estando segura da decisão, queria mesmo evitar a fadiga! Muita gente pensa ser loucura, por isso venho contar o que me moveu para esses lados.

A verdade é que estamos tão cegos num mundo industrializado, cheio de máquinas e remédios que muitas vezes não enxergamos as coisas simples a nossa frente! Estamos acostumados a viver desrespeitando a natureza de nosso corpo e não só achamos normal, como prazeroso. Basta vermos como a sociedade trata a alimentação, pratica de exercícios e etc e como resolvemos problemas que esses hábitos pouco saudáveis trazem, com remédios!

Parece que desviei o assunto, mas o parto é igual, é a natureza do nosso corpo parir, ele pari e pronto! Não me diga que não nasceu para isso, porque se o bebê entrou em você, você nasceu sim! Seu corpo nasceu, sua cabeça talvez tenha sido levada a acreditar que não. Parir é um ato fisiológico e não médico. O dia que entendermos isso, nossa perspectiva de vida mudará! Prepare-se porque a realidade pode ser muito difícil as vezes.Parto humanizado

Agora prepare-se para a realidade que as pessoas não estão preparadas para ouvir: Parir naturalmente é a forma mais segura de ter um bebê! Sim, é mais seguro do que qualquer parto medico, seja cesariana, seja um normal com intervenção médica! O que isso quer dizer? Quando permitimos o nosso corpo fazer o trabalho dele, se ouvirmos e entendermos a posição melhor para parir, se respeitarmos a necessidade de se movimentar, beber, comer, enfim, se olharmos para dentro nesse momento, o parto será mais fácil, rápido e consequentemente mais seguro.

Um parto mais tradicional hospitalar (sempre é em hospital, o que não significa que você não possa ter um parto humanizado no hospital, pode sim) tem a tendencia intervencionista, ou seja, o medico ajuda o bebê a nascer! Anestesia (que pode ser tomada sim num parto mais natural), ocitocina, episiotomia, posição deitada na maca, médico que puxa, segura, usa forceps e pega o bebê, enfim, tudo isso é um tipo de intervenção e pode atrapalhar o processo do parto! Tudo isso, pode fazer com que se use ferramentas que machuque o bebê, o estresse e até que leve a uma cesariana por necessidade real, já que todas as interferências podem levar o bebê a algum tipo de sofrimento.

Mas o que isso tem a ver com ter bebê em casa? Respeitar a natureza do corpo é respeitar que a mulher se sinta acolhida e segura! Muitas mulheres se sentem seguras num hospital, muitas não! Assim como eu, muitas mulheres se sentem bem em casa!

Obvio que não é só isso! Uma boa equipe vai te acompanhar em todo pré natal para ter certeza que seu parto não trará nenhum risco para você e o bebê. Você faz exames, além de ser preparada para o parto, psicologicamente e fisicamente! Se algum exame indicar que pode haver algum risco, o hospital será mais seguro! Ou seja, não é qualquer pessoa que poderá ter em casa, só se tem o bebê em casa se for realmente considerado mais seguro que num hospital pela mamãe  e pela equipe!

Mas e se não for? E se o bebê ou a mãe precisar de algo urgente? É o risco! Sim, minha gente! Há riscos que não são menores do que num hospital, simplesmente não são! Existe problema no hospital também! Morrem bebês e mamães no hospital! Pode acontecer em casa. Os riscos são pequenos quando o pré natal é bem feito, mas existe, ninguém vai negar! Além disso, deixa-se preparado o plano B, C, D e quantos for necessários para certificar que se houver necessidade de ir a um hospital rapidamente, assim será feito. Normalmente uma equipe só atende parto domiciliar se você estiver a no máximo 30 minutos de algum hospital que possa te atender!

Além disso a equipe é prepara para diminuir pequenos problemas como sangramento da mãe, dificuldade respiratória do bebê ou procedimentos mais comuns que podem ser necessários. Alguns médicos inclusive fazem o parto domiciliar e esses tem autorização de fazer mais procedimentos se assim você preferir. Parto humanizado

O parto domiciliar não tem a ver com indios, não é atraso, inclusive é o investimento de grandes países de primeiro mundo como Holanda, Alemanha e Inglaterra que inclusive tem um projeto de pagar para as mães terem filhos em casa! Tudo isso porque é cientificamente comprovado que é seguro!

Depois de saber de tudo isso, na minha primeira gestação, mudei de opinião e passei a me apaixonar por esse parto! Porém, não me sentia segura o suficiente para tê-lo ainda! Fui para o hospital e cheguei com 9 de dilatação, fiquei em casa até então somente com o marido e o cachorro e apesar da dor, estava super bem, consciente, introspectiva, concentrada (tudo que precisamos, se entrarmos num estado de alerta, de atenção com o nosso redor, perdemos um pouco o foco do parto), chegar no hospital me tirou isso tudo! Acordei, desfoquei, tive que falar sobre meu plano de saúde, endereço, telefone, ultima vez que comi, tive que deitar numa maca para exames (tenta você também, deitar em trabalho de parto e entenderá), quase não me deixaram entrar na banheira, relaxar e focar! Tudo isso fez com que eu parasse de evoluir, pedisse uma anestesia e fez com que meu filho fosse tirado de dentro de mim literalmente (manuseio interno para ele sair e fórceps)!

Tive um parto normal, mas não foi fácil, foi dificil e o que dificultou? O hospital. TIve isso em mente desde que aconteceu e desde então já sabia que teria o próximo em casa. A evolução do parto da Chiara foi tão linda, tão consciente, tenho certeza que ajudei meu corpo com meus exercícios, posição, respiração e tudo que aprendi. Minha segurança de estar em casa com uma excelente equipe fez com que evoluísse tão rápido o parto que não aguentou esperar a equipe chegar! Hoje, tenho certeza que se Bento nascesse em casa, seria assim também, mais fácil, mais natural e consequentemente mais seguro!

Portanto, já digo, o parto domiciliar não é para todo mundo, não é moda, não é loucura! Ele é científico, é seguro e se a mamãe e o papai (que também precisa bancar esse tipo de parto) estiverem certos de sua vontade, ele será incrível e valerá cada minuto longe da anestesia que você terá!

PS: Já leu meu relato de parto? Não? Veja AQUI

Beijos

Related Post